UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (158)

A FONTE DA PRAIA DO OURO     Lordelo do Ouro, integrada na cidade do Porto em 1836, é uma Freguesia cheia de declives acentuados, bordejada pelo rio Douro e com o mar ali à beira. A sua s…

Fonte: UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (158)

Posted in Uncategorized | Leave a comment

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (85)

AMANHEÇO MUITO CEDO, E ENCHO-ME DE MEDO     Tem dias em que abafo Preso nestas paredes De pedra Dias compridos onde vagueio Entre palavras E deambulo de quarto em quarto De sala em sala A…

Fonte: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (85)

Posted in Uncategorized | Leave a comment

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (157)

O PORTO EM IMAGENS (16)

Fonte: UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (157)

Posted in Uncategorized | Leave a comment

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (156)

O PORTO EM IMAGENS (15)               Filme “Porto” estreia em Fevereiro   Quase dois milhões de LEDs vão iluminar a quadra de Natal no Porto &nb…

Fonte: UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (156)

Posted in Uncategorized | Leave a comment

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (155)

ASSIM A MODOS COMO QUE DE UMA CARTA ABERTA SE TRATE   Já lá vão mais de nove anos (4 de Julho de 2007), que, pela primeira vez, decidi escrever uma carta aberta a alguém importante. Publiquei-…

Fonte: UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (155)

Posted in Uncategorized | Leave a comment

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (84)

UMA GRATA SURPRESA   É preciso dar tempo, Ao conhecimento. Nasçam dos factos, Das experiências E da memória, As interpretações Dos artefactos As rotinas e as tendências Da oratória E dos probl…

Fonte: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (84)

Posted in Uncategorized | Leave a comment

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (154)

O ILHÉU DO FRADE São Lendas, senhores, são Lendas, e fazem parte das nossas memórias, arqueológicas e culturais, e também da nossa História.   O ilhéu do Frade, sapal de aves do rio Dou…

Fonte: UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (154)

Posted in Uncategorized | Leave a comment